Conheça os sintomas mais comuns da hipocondria

A hipocondria está presente em pessoas com constante medo de contaminação e que acham que tudo ao seu redor pode lhe adoecer e causar a sua morte. Vítimas desse mal têm a certeza de estarem doentes mesmo não apresentando sintomas aparentes ou causas do problema, chegando até a tomar um medicamento por conta própria.

Quem sofre com esse problema pode acabar tendo fortes crises de ansiedade ao estar em convívio social. Isso porque a pessoa acredita viver em um mundo onde não possui controle completo de sua segurança.

Conhecendo esse problema

A hipocondria nada mais é do que um medo excessivo e até mesmo irreal de que algo possa ameaçar sua saúde e sua vida. Assim, gerando grande ansiedade em busca de justificativas médicas e respostas para o tratamento de doenças que, na maioria das vezes, não existem, sem sintomas ou diagnósticos de um especialista.

Em muitos casos, os surtos de ansiedade ocorrem até mesmo por precaução de alguma doença. As pessoas que sofrem de hipocondria chegam até mesmo a se automedicar para se sentir melhor e se “curar” da doença que creem ter.

Ao sentirem uma dor de cabeça ou de barriga, por exemplo, sintomas comuns de doenças simples, até casos graves, as pessoas hipocondríacas acreditam estar sofrendo de um grave mal, contando com sua morte e buscando desesperadamente evitá-la.

Principais sintomas

Conheça agora os principais sintomas desse problema. Caso a maioria acabe se encaixando em seu perfil, ou no de algum conhecido, parente ou amigo, não deixe de buscar ajuda profissional.

  • Constantes dores no corpo;
  • Preocupação excessiva com a própria saúde;
  • Medo exacerbado de sofrer de alguma doença;
  • Certeza de que há algo de errado com sua saúde;
  • Autorreconhecimento em doenças de outras pessoas;
  • Ninguém reconhece os problemas e causas de sua constante queixa de falta de saúde;
  • Grande conhecimento sobre doenças, com histórias de algum conhecido que sofreu do problema citado,
  • Irritação quando médicos e especialistas não apresentam confirmação nenhuma de doenças em seu diagnóstico.

Possíveis causas do problema

Até então, não existem causas de fato confirmadas para o problema, mas, sim, possíveis causas. Alguns históricos entre pacientes são comuns. Lembrando que, como qualquer outro problema psicológico, a genética é um fator importantíssimo.

No entanto, ninguém nasce completamente hipocondríaco. A pessoa desenvolve o problema devido aos acontecimentos em sua vida. Veja agora fatores que podem auxiliar no desenvolvimento da doença.

  • Diagnóstico de transtorno de ansiedade;
  • Desenvolvimento devido a pais negligentes;
  • Ter tido uma criação com superproteção e mimo;
  • Convívio com pessoas com muitos problemas de saúde;
  • Excesso de cuidados com problemas de saúde durante a infância,
  • Vivência de mortes de pessoas próximas, como parentes e amigos, prematuramente.

Como dito anteriormente, a pessoa que tem tendência à hipocondria necessita de um “gatilho” para apresentar o problema. Devemos lembrar que tudo o que o hipocondríaco cria como sintoma de sua doença, acontece. Portanto, as dores, por exemplo, serão reais. Tudo isso é reflexo do seu psicológico, que acaba gerando o sintoma de fato.

Formas de tratar o problema

A terapia é a melhor forma de tratar a hipocondria. Além da psicologia cognitiva-comportamental, o autocuidado é essencial. Serão utilizadas técnicas de relaxamento, como controle de respiração para crises de ansiedade, meditação, exercícios aeróbicos e técnicas de gerenciamento de estresse.

O uso de medicamentos dependerá do caso e da recomendação do profissional. E o primeiro passo para descobrir o melhor tratamento do problema é reconhecer que está sofrendo de hipocondria. Sem a aceitação, é muito difícil o paciente aceitar ajuda. Caso você conheça alguém nessa situação, busque orientá-la o máximo possível, para que ela reconheça que está sofrendo de um problema real de saúde.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *